Como funciona o visto americano para acompanhante de estudos

0
194

Como no post anterior falamos sobre o Visto de Estudante, neste iremos falar sobre o famoso Visto de Acompanhantes, que é nada mais nada menos que o Visto para Família. Sempre surgem dúvidas de como solicitá-lo, quais os procedimentos e o que precisa para você ter esse documento em mãos, mas não se preocupe. Mais uma vez, estamos aqui para esclarecer tudinho.

Se você tem uma oportunidade de estudar nos Estados Unidos, mas você tem sua família e não quer deixar seu cônjuge e seus filhos aqui e nem quer perder essa chance de se aprimorar, pode ficar tranquilo. Separamos algumas perguntas comuns nesse tipo de situação. Acompanhe!

Posso solicitar o visto para eles?

Claro que pode! É por isso que estamos aqui, para te ajudar e informar o que você precisa fazer, de forma que essa solicitação seja realizada de maneira correta. Assim, você poderá estudar, adquirir conhecimento, e o mais importante: ter a sua família bem pertinho de você.

Quem pode solicitar Visto de Acompanhante?

Primeiramente, para solicitar o visto para seu cônjuge (marido ou esposa) vocês devem ser casados no civil. Para esse tipo de solicitação de visto, não serve ter uma união estável. É necessário que vocês estejam casadinhos no papel, dentro dos padrões e leis. 

Essa é uma grande dúvida que sempre surge quando as pessoas solicitam esse tipo de visto, pois muitos não sabem dessa regra, algumas escolas de intercâmbio não informam esse pequeno grande detalhe. Por isso, é sempre importante consultar uma equipe especializada como a da Schultz Vistos. Com a nossa assessoria, você se informa direitinho sobre essa e outras regras.

Às vezes, casais acabam fazendo a solicitação sozinhos, não possuem essa informação e acabam passando, o que pode gerar um desconforto na solicitação do visto, principalmente quando deixam tudo para a última hora. Quando vocês têm uma assessoria desde no início, alertamos desde o começo do processo e vocês podem resolver essa questão a tempo. 

É importante ressaltar que toda solicitação de visto, independentemente do motivo da viagem, deve ser feita com antecedência e com calma. Desse modo, há mais chance de que tudo dê certo e não seja necessário passar por nenhum imprevisto. 

Se você tem filhos, vale ressaltar que somente filhos até 21 anos podem entrar como acompanhantes. Já os filhos que têm mais de 21 anos precisam solicitar o visto como requerentes principais; ou seja, de estudos do tipo F1. É importante prestar atenção nessa questão, para que vocês não tenham problemas em cima da hora. Às vezes, quando não se tem uma assessoria de um especialista, as pessoas fazem tudo, mas quando chegam no momento da entrevista acabam recebendo aquele terrível “Visto não concedido” por falta de informação.

O requerente principal pode tirar o Visto de Acompanhante para sua enteada?

Esta é mais uma dúvida que surge na solicitação de Visto para Acompanhante. Vamos supor que você seja o requerente principal e a sua esposa possui um filho fora do casamento. O seu enteado ou sua enteada não se enquadram nesta requisição. Portanto, não podem solicitar o visto. Somente se a mãe tiver interesse em estudar nos EUA, ela passa a solicitar o documento como requerente principal e inclui o filho ou a filha como acompanhante.

Quais são a categorias de Visto para Acompanhantes?

As categoria são: F2, J2 e o M2. Para que possam iniciar o processo de Visto de Acompanhante, os passageiros devem realizar o mesmo trâmite que o Visto F1, J1 ou M1: dar entrada nos documentos, junto com a escola, lembrando que a mesma, deve ser reconhecida, para não ter problemas futuros.

Depois da aprovação da escola, será emitida a petição com o nome do requerente principal e o nome dos acompanhantes. Mais um detalhe importante é que cada membro da família terá sua petição emitida em seu nome, o famoso I-20 ou o DS2019. Dando tudo certo, com a petição emitida e documentos em mãos, é hora de solicitar o visto. É aconselhável que todos os membros da família solicitem o visto na embaixada ou consulado, juntos. Assim, vocês terão maior credibilidade na entrevista. 

E se a sua esposa já tem o Visto F1 aplicado, é possível solicitar o seu de acompanhante? Claro que sim. Você deve seguir com o trâmite normal. No ato da entrevista, tenha em mãos  o passaporte original dela que é a requerente principal,  ou se não for possível o original, leve uma  cópia do passaporte e do visto válido e  informe ao oficial consular que  surgiu a oportunidade de acompanhamento. 

A Taxa Sevis já foi paga pelo requerente principal. É necessário efetuar o pagamento outra vez?

Como já explicamos aqui, a Taxa Sevis é uma taxa adicional para Vistos de Estudante. Neste caso, como é Visto de Acompanhante, não precisar efetuar o pagamento, pois somente o requerente principal deve pagar essa taxa e a família, requerendo visto de acompanhante, não precisa pagar.

Qual será a validade do visto, caso seja concedido?

O Visto de Acompanhante terá duração de acordo com o mesmo período do solicitante principal e do curso/programa (informado I-20 DS2019). Quem determina a validade do visto é o oficial consular, a partir do tempo do curso que consta na petição.

Outra dúvida que pode surgir é se o acompanhante poderá trabalhar com o Visto F2 ou M2 e a resposta é “Não”. Para quem solicitar este tipo de visto, não é possível trabalhar, pois ele não permite que os passageiros tenham remuneração. Se você tem a intenção de ir e poder trabalhar, vamos tirar isso da cabeça, para que você nem o requerente principal saiam prejudicados.  

É possível estudar com esse tipo de visto? 

Sim, dá para realizar curso com carga inferior a 18 horas semanais e curso de línguas em curto prazo. Crianças podem frequentar Elementary School ou Secondary School, que é o equivalente ao período escolar do jardim de infância até a 12ª série. Essa regra é aplicada para as Categoria F2 e M2.

Qual é a regra para estudar e trabalhar com o Visto J2?

Quem solicitar o Visto J2 pode estudar e trabalhar nos Estados Unidos, lembrando que em alguns casos, porém, não se enquadram na categoria de visto de acompanhante, como programas de emprego de verão e au pairs. Uma observação importante é que trabalhar lá, não é uma coisa tão simples assim. Não é só chegar ao país e começar a ir atrás de trabalho. Existem as regras e leis a serem seguidas, fique atento!

O que é necessário fazer para trabalhar com o Visto J2?

Primeiramente, você terá que ter autorização específica do governo dos EUA para tais fins. Assim que chegar ao país e tiver a pretensão de trabalhar, antes de buscar qualquer trabalho, lembre-se de que você deve procurar o Departamento internacional da Universidade, a que seu marido ou esposa está vinculado. Esse departamento vai repassar todas as orientações de como aplicar essa autorização para o trabalhar nos EUA e você vai ter que apresentar toda a documentação solicitada.

Pois é, sabemos que nem tudo é de graça. Você deve pagar uma taxa e o valor será aplicado de acordo com a tabela vigente no dia da sua solicitação. Tal taxa não é reembolsável e, caso tenha a solicitação negada, você perderá o valor pago. Depois de dar entrada e pagar a taxa, você terá que aguardar a aprovação.

Quanto tempo leva para ter a resposta da aprovação?

A análise do governo pode ser demorar até 90 dias. A resposta chega por meio de uma carta e um cartão, com o qual é possível procurar emprego. Assim que encontrar uma vaga, você precisa recorrer ao Departamento Internacional da Universidade outra vez, para preencher um novo formulário e agendar um horário no escritório de Social Security. 

Assim que obtiver o Social Security – documento igual ao nosso CPF aqui -, você e seu cônjuge terão a permissão para trabalhar. A documentação permite que você obtenha habilitação e construa crédito, entre outras coisas. Sem esse documento, não é possível trabalhar no país com o visto J2. 

É fundamental manter-se sempre informado e fazer tudo de acordo com a regras do país, para evitar qualquer tipo de problema e não ser prejudicado, o que vale tanto para o solicitante do Visto de Acompanhamento quanto para o requerente principal.

Para qualquer solicitação de visto, sempre procure por uma assessoria que entenda de vistos, como a Schultz Vistos. Nós podemos esclarecer, orientar e ajudar você na solicitação, garantindo mais confiança e credibilidade nos procedimentos, independentemente do tipo de viagem, seja a passeio, a negócios, a trabalho ou para estudar. O que importa é ser bem assessorado por uma equipe que esteja preparada para te ajudar. Conte conosco!

Fontes:  Embaixada dos EUATravel.State.Gov

DEIXE UMA RESPOSTA