Las Vegas x Death Valley: uma viagem incrível

0
80

Você já foi para Las Vegas? Quem visita esse destino se impressiona e não vê a hora de voltar para lá. Um exemplo é a Isabel Rodrigues, colaboradora da Schultz Vistos que teve a oportunidade de viajar para a região. Para saber como foi a experiência, é só conferir seu relato abaixo:

Hoje vou falar de uma viagem inesquecível que realizei. Las Vegas é uma cidade que tive a oportunidade de visitar nos Estados Unidos. Foi um dos lugares que me encantou e me fez refletir muito sobre a grandiosa obra-prima de Deus, que criou perfeitamente lugares tão encantadores e que fazem com que pensemos de onde vem tanta beleza.

Claro que, em cada viagem realizada, você passa a conhecer os lugares e acaba se encantando com o que vivenciou no destino, e cada um tem suas belezas diferenciadas. Eu não poderia ser hipócrita e dizer que esse lugar que irei citar foi o único que me encantou; jamais, pois já realizei outras viagens e cada uma me encantou com suas belezas naturais, deixando gostinho de querer voltar ou explorar outros locais que ainda não se conhece.

Eu nunca tive aquele grandioso sonho que quase a maioria tem, que é conhecer a famosa e ilustre Disney. Acho bonito, tem seus mistérios e encantos, mas nunca senti aquela vontade de ir para lá. Eu sempre disse que, se um dia eu tivesse a oportunidade de sair do Brasi, minha viagem seria para os EUA. Alguns dos lugares que eu gostaria de conhecer seriam Califórnia e Las Vegas. Quando você chega a comentar sobre isso, as pessoas até questionam “mas por que esses destinos?” e logo respondo “são lugares maravilhosos e que me encantam”. 

No ano passado, eu tive a oportunidade de realizar uma viagem internacional e adivinhe qual cidade eu visitei…a ilustre Las Vegas. Então, vou contar um pouco como foi essa viagem e citar dois lugares que me fizeram ter uma reflexão da vida, como mencionei acima. 

Por que Las Vegas?

Las Vegas é uma cidade cheia de encanto e de muitas luzes. Ela é bastante conhecida pelos grandes hotéis, com seus imponentes cassinos. Há diversas atrações temáticas dentro deles, incluindo shows, teatros, musicais e muito mais. Por cada lugar dos hotéis, é possível se encantar, pois são todos lindos e maravilhosos, sem falar da educação dos funcionários, desde a hora que você entra no hotel até a sua saída. 

Também não posso deixar de citar que o brilho desta cidade é maior à noite. Nós vemos uma grande diferença no período da manhã para a transformação da cidade ao anoitecer. Eu fiquei sem reação quando vi Las Vegas toda iluminada e, como muitos falam, a vida noturna desta cidade é outro show à parte.

Visitei muitos hotéis e os que mais me encantaram foram estes:

  • Hotel Cassino Bellagio: um dos hotéis mais conhecidos da cidade. Na sua frente, há uma das atrações mais famosas de Vegas, que é o show das águas do Bellagio. À noite, esse show é maravilhoso, sempre ao som de música instrumental. Vale muito a pena presenciar este espetáculo inesquecível! 
  • Hotel Mirage: também é uma ótima pedida conhecer este lugar lindo, tanto por dentro quanto por fora. O local faz uma apresentação gratuita, que consiste em um um vulcão enorme em erupção. Você acaba se encantando também pelo show e pela tecnologia,sentindo uma grande emoção quando o vulcão entra em erupção e você sente o calor do fogo.
  • Hotel The Venetian: reproduz a cidade de Veneza e tem gôndolas que passam no meio do hotel. Você pode fazer esse passeio, mas ele não é gratuito. O hotel é sensacional por dentro, então recomendo muito, pois tenho certeza de que você irá se encantar.
  • Vegas: este hotel traz o tema da Cidade Francesa de Paris, tendo até várias réplicas da cidade, inclusive, você tem a sensação de realmente estar em Paris, pois é um hotel que possui muitas atrações temáticas, como a Torre Eiffel.

Esses são só alguns dos que visitei. Eles estão localizados na principal avenida de Las Vegas. Os primeiros a serem construídos estão localizados em Old Las Vegas ou Downtown Las Vegas. Nesses locais, é possível encontrar os primeiros hotéis a serem construídos lá. Eles carregam um valor histórico muito grande para a cidade, já que ali você encontra vários pontos turísticos espalhados por toda sua extensão. 

A famosa rua chamada Fremont, por exemplo, é um lugar fantástico, com um teto enorme de LED, onde passam animações a todo instante. Durante a noite, o local fica lotado de pessoas querendo se divertir e jogar nos cassinos, com atrações por todo lugar e shows na rua. É lá que ficam os hotéis mais antigos e que se tornaram famosos por aparecerem nos clássicos filmes cujas histórias se passam em Vegas. Posso dizer que, nesta rua, você consegue se divertir bem mais e se joga nas aventuras que Las Vegas te proporciona, desde curtir a noite até se arriscar nos cassinos.

Existem muitos pontos turísticos a serem visitados, vários deles bem bonitos. Acho que cada local tem seu encanto e sua beleza. Dá para fazer suas compras nos inúmeros outlets, por exemplo. Quando se fala de Las Vegas, já vem à mente coisas como cassinos, hotéis e a famosa Rodovia Rota 66, que também é imperdível.

Grand Canyon e Death Valley

Agora vou contar sobre dois lugares que me encantaram muito. Um deles é o magnífico Grand Canyon. Só de mencionar o nome, dá aquele arrepio, uma vez que é um local incrível e com uma beleza bastante natural. O outro é o Vale da Morte (Death Valley). Antes eu estava em dúvida se valeria a pena ir e se seria tão bonito assim. Com esse nome, você já imagina aquele deserto cheio de areia, não é mesmo?

Vale da Morte (Death Valley)

Para quem está em Las Vegas e tem interesse em ir até este lugar, recomendo ficar em uma cidade próxima. Saia muito cedo para visitar o Vale da Morte, devido ao calor. Foi isso que fizemos; passamos uma noite em uma cidade perto de lá e, na madrugada, seguimos para Death Valley. Ao chegar ao local, você vê que realmente é um lugar incrível.

Se você pretende conhecer o Vale da Morte, o ideal é sempre passar no Centro de Visitantes do parque, que fica em Furnace Creek, o coração funcional/comercial do parque. Neste local onde você deve ir para pagar seu passe semanal, você ganha um mapa e um ticket, que precisa ficar preso no seu carro durante a sua estadia. Assim, é possível ficar livre para conhecer as estradas e os lugares incríveis do Death Valley National Park! 

Se você for de carro, o ideal é estar com o tanque cheio, pois existem somente dois postos de gasolina dentro do parque, então é melhor ir bem prevenido. Lá dentro você tem acesso a várias atrações, como:

  • Panamint Springs: povoado que conta somente com um hotel, um restaurante e um posto de gasolina. Nesta região, fica o Father Crowley Point, local com um mirante onde é possível observar um grande vão entre as montanhas, provocado por atividades vulcânicas, e uma salina distante. 
  • Stovepipe Wells: conta com uma pequena cidade com uma decoração de velho oeste, chamada Artist’s Palette. Montanhas de rochas coloridas impressionam no local, que pode ser percorrido em uma estrada de 15 km.
  • Badwater Basin: é o ponto mais baixo do nível do mar na América do Norte: -86 metros! A salina de sal branco parece um tapete que reflete a luz do sol e chega a ofuscar os olhos. O local se formou há 3 mil anos quando o lago existente na região secou. Olhando para o paredão de rocha que fica entre a estrada e a salina, é possível ver bem no alto uma placa mostrando qual é o nível do mar.

Os locais visitados são desertos, com temperaturas altíssimas. Como é muito quente por lá, o ideal é levar bastante água para se hidratar, além de frutas e chapéu ou boné.

Neste tour, você se depara com muitas montanhas e passa por vários locais lindos. É possível ter acesso de carro e dá para descer em cada ponto turístico e fazer trilhas nos locais indicados, para explorar o local conhecendo suas histórias, o que ocorreu naqueles lugares, cada ponto daquela estrada e seus muitos mistérios. 

Dentro de vários pontos que conheci dentro do Vale da Morte, o que mais me chamou atenção foi no mais baixo: Badwater Basin. O local é totalmente coberto por sais oxigenados e existem algumas poças de água salgada. Eu não imaginava o quanto seria sobrenatural estar num lugar que é muito quente e, por onde você olha, é possível ver aquele chão todo branco, como se você estivesse nas nuvens. É uma coisa que te faz perceber o quanto Deus é maravilhoso.

É uma experiência única caminhar sobre os tabuleiros de sal e contemplar o local. Imaginar o que aconteceu naquele lugar e muito interessante.

Eu me encantei com cada lugar que conheci ao saber mais da história daquela cidade e ver quanta riqueza tem em um só lugar. É inacreditável! Se você tem como ir até lá, não perca tempo. As lembranças serão eternas em sua memória. Viajar é tudo e conhecer é um aprendizado!

Gostou do relato da Isabel? Fale com a Schultz Vistos para garantir sua consultoria para ter seu visto americano!

 

DEIXE UMA RESPOSTA