Confira alguns detalhes antes de viajar para o Japão, a terra do sol nascente

1
138

Quer tirar do papel sua tão sonhada viagem ao Japão, mas não sabe nem por onde começar?  Esperamos que nossas dicas possam ajudar nos preparativos para esta viagem inesquecível à chamada terra do sol nascente!

Passagens e voos para o Japão

Literalmente é uma viagem para o outro lado do mundo, pois são 17 mil km que separam as capitais do Brasil e do Japão. Por isso, comece a praticar o dom da paciência junto com o planejamento de sua viagem, afinal, serão, pelo menos, cerca de 24 horas dentro de um avião, além do tempo extra no aeroporto para fazer a conexão.

Não existem voos diretos para o Japão partindo do Brasil e o local de conexão dependerá da companhia aérea escolhida, bem como o trajeto, que poderá ser via Europa, África ou América do Norte. Lembre-se de que é necessário possuir visto americano e/ou canadense válido em caso de conexão nos Estados Unidos ou Canadá.

Partindo de São Paulo (GRU), é possível voar com Lufthansa (via Frankfurt), Air France (via Paris), Etihad (via Abu Dhabi), Qatar (via Doha), Emirates (via Dubai), American Airlines (via Dallas), Air Canada (via Toronto) dentre outras. Há inclusive, rotas que oferecem um grande tour ao redor do mundo até chegar ao destino final. Cada uma tem custos diferentes e de acordo com o que se queira investir nesta aventura.

Fique muito atento ao tempo disponível para a sua conexão, escolha voos que tenham, em média, 3 horas de intervalo entre eles, que é o tempo mínimo necessário para esta finalidade. O pontapé inicial para o começo da sua viagem não pode ser menos que positivo.

Os aeroportos internacionais são imensos na grande maioria dos países e os terminais tendem a ficar bem longe uns dos outros. Inclusive, não se pode esquecer do tempo necessário para passar pela imigração em caso de troca de aeronave, que geralmente apresenta filas consideráveis. Além disso, é importante prestar atenção não só no valor da passagem, como também no tempo de voo e, principalmente, no intervalo entre as conexões.

Um pouquinho dos aeroportos do Japão

Sabia que existem vários aeroportos no Japão? Tóquio, capital e principal cidade do país, abriga dois principais aeroportos internacionais com algumas diferenças entre eles. O aeroporto de Haneda é o mais movimentado do Japão, localizado a cerca de 20 km da área de Shinjuku, uma das mais importantes da cidade. Ele opera principalmente voos domésticos e internacionais realizados dentro da Ásia. E o aeroporto de Narita que está a 70 km de Shinjuku e é o segundo mais movimentado do país, operando a maioria dos voos internacionais, apesar da longa distância entre Shinjuku.

Para se deslocar ao sair dos aeroportos de Tóquio, há algumas opções: táxis, que são bem caros; limousine bus (ônibus tipo executivo), que dispõem de trajetos entre aeroporto e pontos de interesse e os trens, serviço excelente de que o Japão dispõe, desfavorável apenas se você estiver com grande número de pesadas malas.

Visto para o Japão

O Japão exige visto para os brasileiros que pretendem visitar o país, e a Schultz Vistos pode te representar junto ao Consulado nas cidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Porto Alegre, Curitiba e Brasília. O processo para o visto não é complicado e raramente há solicitação de entrevista pessoal, porém é necessário cumprir todas as exigências consulares.

O visto japonês tem validade de três meses, a partir da data de sua emissão. O tempo de permanência é concedido de acordo com a passagem e não pode ser solicitado com muita antecedência à viagem.

O Japão isenta várias nacionalidades da exigência de visto de entrada. A comunidade europeia é uma das privilegiadas. Além disso, o consulado oferece o incentivo de isenção de taxa consular aos turistas que têm como destino principal as cidades que sofreram com os desastres naturais.

A Schultz Vistos e o seu agente de viagens podem te ajudar nesta realização. Conte conosco.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA