Visto D2 Portugal: como funciona o visto de empreendedor no país?

0
75

Você é empreendedor e pretende expandir ou montar seu negócio fora do país? O que acha de empreender em Portugal?

O Visto D2 Portugal, para imigrantes empreendedores, tem o objetivo de proporcionar uma autorização de residência a estrangeiros que tenham efetuado operações de investimento, ou ainda, comprovem que têm meios financeiros disponíveis em Portugal.

Para emitir o Visto D2 ao estrangeiro, o Consulado leva em consideração a relevância econômica e social do investimento feito ou proposto. Isto é, o fato de ter aberto uma empresa em Portugal não é garantia de que o visto será concedido.

Em troca da possibilidade de residência legal e dos benefícios que o cidadão estrangeiro tem, Portugal se beneficia com a atração de pessoas capazes de gerar riqueza e criar emprego, além da movimentação da economia.

Requisitos para emissão do Visto D2

Entre os requisitos para emitir o Visto D2 destaca-se:

  • A demonstração da viabilidade do negócio, com relevância econômica, social, científica, tecnológica ou cultural para o país.
  • O background dos promotores, compatível com a atividade de investimento a ser promovida.
  • Um bom plano de negócios.
  • Apesar de não ser obrigatória, a prévia constituição da empresa para o pedido do visto é favorável. Ou seja, em casos que o requerente já tem o seu negócio constituído formalmente em Portugal.

Validade do Visto D2

A validade é de 4 meses, dentro deste intervalo de tempo o requerente precisa ir até Portugal e fazer o agendamento junto à instituição Serviços de Estrangeiros e Fronteiras (SEF). Mesmo que o agendamento seja superior aos 4 meses de validade do visto, o requerente estará legal no país, basta ter sempre em mãos o comprovante de agendamento emitido pelo SEF.

A Autorização de Residência tem validade inicial de 1 ano e pode ser renovada 2 vezes consecutivas pelo período de 2 anos cada. Depois desse prazo, a renovação acontece a cada 5 anos. Após os 5 anos de residência legal é possível solicitar a nacionalidade portuguesa, por naturalização.

Lembrando que, caso ocorra a renovação da Autorização de Residência é necessário que o requerente demonstre que continua a desenvolver o seu negócio em Portugal.

Seguro Viagem

Não esqueça de contratar o seguro viagem! Brasileiros que vão para alguns países da Europa precisam, obrigatoriamente, de um seguro, devido ao Tratado de Schengen. É o caso de Portugal. Todos os países que participam do acordo exigem a contratação de uma apólice de seguro viagem com algumas coberturas mínimas de repatriação e emergências médicas.

O Seguro Viagem Vital Card oferece diversas coberturas para o passageiro, todas projetadas para trazer a maior tranquilidade ao viajante. Faça uma cotação no site do Vital Card e fique protegido, clique aqui.

Quer mais informações sobre o Visto D2? Consulte a Schultz Vistos:

 

COMPARTILHAR
Artigo anteriorOrlando: dicas de viagem
Acesse www.vistos.com.br. Estamos à disposição para lhe atender e tirar suas dúvidas.

DEIXE UMA RESPOSTA